Sabe quando dentro de um terreno privado há um espaço de lazer aberto ou um corredor de acesso a outras ruas passando por dentro do imóvel? Este é o conceito da Fruição Pública, quando a cidade é ocupada pelas pessoas e para as pessoas. A proposta da Fruição Pública permite que novas construções compartilhem espaços com o cidadão, com áreas permanentemente abertas e conservadas, mobiliadas e com paisagismo. Com esta iniciativa, a cidade ganhará novos corredores de acesso a pedestres, áreas de lazer e mais movimento, incentivando e promovendo mais o comércio local, a interação e a cumplicidade do cidadão com o espaço onde reside. Novos empreendimentos ganham espaço todos os dias na cidade em vários lugares. Vemos um grande aglomerado de construções surgindo e cada vez menos espaço para o cidadão interagir. A proposição 036.00082/2015 aprovada por Jonny Stica na Revisão do Plano Diretor garante a nova Fruição Pública, e o empreendedor ganha a mesma área que cedeu no térreo à população na altura de sua construção. Todos ganham com uma cidade melhor e esta solução não apresenta qualquer custo púbico